Twitter Facebook

CUT PA > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > PARÁ PARTICIPA DO DIA NACIONAL DE PARALISAÇÕES

Pará participa do Dia Nacional de Paralisações

09/11/2017

Os protestos em Belém vão ocorrer em três pontos da cidade. A principal mobilização está marcada para às 8h30, em frente a sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na praça Brasil

Escrito por: Fátima Gonçalves

    Nesta sexta-feira (10), o povo paraense vai sair novamente às ruas para mostrar a revolta com a destruição dos empregos, dos direitos e do país! No entanto, estas mobilizações terão um caráter especial, pois no dia seguinte entra em vigor a reforma Trabalhista que retira direitos históricos da classe trabalhadora e, por isso, é rejeitada por 81% da população brasileira, de acordo com recente pesquisa CUT/Vox Populi.

        Em Belém, os protestos estarão concentrados em três pontos, sendo que a principal será em frente à sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na praça Brasil, no bairro Umarizal. A concentração está marcada para às 8h30 e depois os manifestantes sairão em caminhada até o Ver-o-Peso.

      Um outro ponto será na Caixa Econômica Federal, no bairro de São Brás. Desde as 6h30, militantes de movimentos de luta por moradia protestarão contra o fim de recursos para a área de habitação e a extinção do programa Minha Casa Minha Vida. Os bancários também vão se juntar a esse protesto para denunciar o desmonte da Caixa e demais bancos públicos. E, a partir das 7h30, em frente ao Banco da Amazônia (BASA) na avenida Presidente Vargas, funcionários do banco e diretores do Sindicato dxs Bancárixs vão explicar à população os prejuízos que desmonte do banco público regional trarão para a Amazônia.

     O Dia Nacional de Mobilização em Belém é organizado pelas Frentes Brasil Popular Pará e Povo Sem Medo, sete centrais sindicais (CUT, CTB, CSB, Força Sindical, Nova Central, UGT e Intersindical), OAB, UNE, UBES e Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Amatra), da 8ª Região.

      Espera-se uma maior participação da população que, apesar da falta de informação sobre o tema na mídia tradicional, está pouco a pouco tomando pé da situação. Por outro lado, a Frente Brasil Popular Pará, nas últimas reuniões preparatórias, adotou como estratégia convidar entidades que nunca tinham participado antes.

      No interior - Os protestos também vão ocorrer em vários municípios paraenses Em Moju, no Nordeste paraense, por exemplo, a concentração está marcada para às 7h30, em frente ao auditório municipal. Em Marabá, na região Sudeste, a concentração começa com um café da manhã, em frente ao prédio da Caixa, na Nova Marabá. Às oito horas, está prevista a saída da caminhada. O ato é promovido pelo Fórum em Defesa da Previdência e dos Direitos dos Trabalhadores, em parceria com dez sindicatos e seis movimentos sociais.

     “Vamos sair em passeata conversando com a população e fazendo panfletagem nos cartórios, no Detran, nos bancos, na rodoviária e paradas de ônibus, para passar para a população a informação das alterações que vão acontecer na CLT e vai prejudicar a vida dos trabalhadores”, explica Heydiane Moreno, diretora do Sindicato dos Bancários e coordenadora da subsede de Marabá.

         A reforma Trabalhista que prejudica profundamente os trabalhadores e trabalhadoras foi aprovada na Câmara Federal no dia 26 de abril deste ano. Foram 296 votos a favor e 117 contra. Os deputados paraenses que votaram a favor da reforma foram: Eder Mauro (PSD),  Elcione Barbalho (PMDB), Francisco Chapadinha (PTN), Hélio Leite (DEM), Joaquim Passarinho (PSD), José Priante (PMDB), Josué Bengtson (PTB), Lúcio Vale (PR), Nilson Pinto (PSDB), Wladimir Costa (Solidariedade).

        Em 11 de julho, a reforma foi aprovada no Senado Federal com 50 votos a favor e 26 contrários. Os senadores paraenses que votaram a favor deste golpe foram Flexa Ribeiro (PSDB) e Jáder Barbalho (PMDB)

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DO PARÁ
Travessa D. Pedro I, 1012 | Umarizal | CEP 66050-100 | Belém | PA
Fone: (55 91) 3223.4541 / Fax: (55 91) 3241.9635 | www.cut-pa.org.br | e-mail: comunicacao@cut-pa.org.br